Jantar para Kazuo

17out08

por Mariana Lage

Quem passou pelo Oi Futuro ontem à noite teve a oportunidade de presenciar uma das poucas manifestações artísticas mineiras que, além de explorar o uso de diferentes tecnologias no espaço de apresentação, utilizam a web e a participação do internauta como elementos de composição da cena.

Homenagem a um dos fundadores da dança Butoh, a web-video-performance “Jantar para Kazuo” se desdobrou em três espaços.

O primeiro deles, a mesa de jantar para Kazuo Ohno recepciona os espectadores e os convida a sentar, tomar sakê e degustar makis, sashimis e sushis. O público entra, estranha e, aos poucos, divide a mesa com dois performers. Além de bebida e comida japonesas, na superfície da mesa havia projeções de apresentações de Kazuo.

De frente para a mesa de jantar, o segundo espaço: a internet, ali presente através da projeção do site e dos vídeos capturados ao vivo, com os quais os internautas, em casa, podiam visualizar a performance e interagir com ela. Pelo site Arte Transversal, um “menu para Kazuo dançar” possibilitava ao público, virtual e presencialmente, selecionar e dar estímulos aos performers através de objetos de cena (sombrinhas, bonecas japonesas, colar havaiano, saia de paetê, lenços), músicas (de Cage, Debussy, Chopin) e outros elementos acústicos como canto de pássaros, sons de florestas, ventos.

Mais adiante, o terceiro espaço, pelo qual nós espectadores tanto ansiamos quando vamos assistir a um espetáculo: o palco. Lá, Benjamin Abras “vasculha sua memória corporal ancestral”, explora seu trabalho com as danças afrobrasileiras, investiga movimentos minimalistas e “evoca o espírito fetal encantado de Kazuo”. À beira do palco encontram-se espalhados os objetos que internautas e público presente podem sugerir como elemento de cena.

Entre três ambientes contíguos, o público escolhe o que assistir e com quem interagir. A continuidade entre os espaços retira da performance qualquer resquício de aparente institucionalização. Por mais que haja um palco em um dos ambientes, não existe a instituição tradicional de um espaço fechado, no qual o espectador deve ali entrar, permanecer em silêncio e assistir. Tudo é movente. A experiência estética é motivada a integrar-se através da participação ativa. A obra é destituída de sua forma fechada, chegando inclusive a questionar os limites de autoria em um evento pautado pelo confrontamento entre real-ficcional, espectador-obra-performers.

No site do projeto Arte Transversal, o coletivo explicita a proposta de compor com diferentes mídias: “Entre as várias características apontadas nas tentativas de definição de ‘performance’, interessa-nos aquela que valoriza a dimensão da presença, que instaura o aqui e agora da relação do performer com a ação e o público. Entendemos, portanto, que a possibilidade da ‘telepresença’ – praticada em larga escala na internet através do uso de webcam e programas como o Skype ou Messenger – vem expandir enormemente as possibilidades e o alcance da performance”.

Em entrevista ao Jornal Hoje em Dia, o diretor Rodrigo Campos resumiu antecipadamente a noite de ontem. “É uma espécie de jogo na forma, não no resultado. Uma obra aberta, sem resultado assegurado, uma experiência instigante, surpreendente, que tenta trazer o público como co-autor e questionar as noções estabelecidas de autoria”.

A performance belíssima de Benjamin Abras deu corpo e movimento a objeto e sons diversos. A sonoplastia de Frederico Pessoa chamou a atenção pela sensibilidade e sincronia entre músicas e ruídos igualmente belos. A performance minimal de Rodrigo Campos e Fernando Mencarelli conduziam o jantar. Paola Rettore fazia o diálogo performático entre as sugestões do público e os movimentos de Benjamin. Na cena final, taças de sakê são distribuídas e todos são convidados a brindar em homenagem a Kazuo Ohno.

Anúncios


No Responses Yet to “Jantar para Kazuo”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: